Dorsal Atlântica

Antes do Fim, Depois do Fim tracks

Lyrics


1. CAÇADOR DA NOITE

Los Angeles entrou em pânico
Por causa do apóstolo do terror
Seqüestrar e serviciar suas crianças
Idolatrar Jack o Estripador

Heavy Metal era a sua Bíblia
Executar suas letras, o destino
Se for preciso matar, será o certo
Seguir o Deus do Metal e sua lei

Você dorme e sem sentir
O carrasco executa sua missão
Caçador da noite

Ele mata porque já nasceu morto
Sangue morto amaldiçoado
Porque nas veias corre sangue latino
Só podia ser, era isso mesmo

Desde pequeno lhe mostraram o mundo
Que o povo americano quer construir
Desse mundo ele não encontrou nada
Nada serve para um mestiço sujo

Sua alma em agonia tornava real
O pesadelo do Metal
Caçador da noite

Los Angeles entrou em pânico
Por causa do apóstolo do terror
Seqüestrar e serviciar suas crianças
Idolatrar Jack o Estripador

Heavy Metal era a sua Bíblia
Executar suas letras, o destino
Se for preciso matar, será o certo
Seguir o Deus do Metal e sua lei

Você dorme e sem sentir
O carrasco executa sua missão
Caçador da noite




2. HTLV-3

A decadência moral do mundo faz destruir o próprio mundo
O tempo é curto, a morte é rápida
Alma e corpo vulneráveis

As pessoas se incomodam com a liberdade que o mundo tem
Se aproveitam de uma doença
Discriminar mais as minorias

Quatro letras condenam à morte
Foram escolhidos
Teu sêmen vai gerar mortos
Teu sangue, veneno maldito

HTLV-3 destrói

Verdadeira caça às bruxas promovida pela imprensa
Achem os culpados para salvar as famílias dos burgueses

Ninguém mais quer chegar perto
Teus amigos se afastarão
Uma vida normal é impossível
A dor do exílio, tua maldição

Quatro letras condenam à morte
Foram escolhidos
Teu sêmen vai gerar mortos
Teu sangue, veneno maldito

HTLV-3 destrói

As pessoas se esquecem dos amigos do passado
São inimigos no presente, maldita condecoração




3. ÁLCOOL

Álcool

Meu corpo fede à álcool
Minhas pernas não têm mais força
Droga que a sociedade me deixa usar

Quer que eu vomite na sarjeta
Estão rindo de mim, eu deveria rir também

Eu preciso beber
Essa é a vida que eu escolhi
Se eu não me preocupo
Por que você tem que se preocupar?

Me embriagar, me encher de álcool
Até cair no chão
Álcool

O álcool queima o meu corpo
Acaba comigo
Qual é o destino para quem não tem futuro?

Para quem acostuma a cair, não faz diferença
Mas não tenha pena de mim porque eu não gosto disso

Eu preciso beber
Essa é a vida que eu escolhi
Se eu não me preocupo
Por que você tem que se preocupar?

Me encher de álcool
Até cair no chão
Álcool

Boca seca, luz do sol que me ofusca
Aproveitar cada litro da minha vida

Meu corpo fede à álcool
Minhas pernas não têm mais força
Droga que a sociedade me deixa usar

Quer que eu vomite na sarjeta
Estão rindo de mim, eu deveria rir também

Eu preciso beber
Essa é a vida que eu escolhi
Se eu não me preocupo
Por que você tem que se preocupar?

Me embriagar, me encher de álcool
Até cair no chão
Álcool




4. DEPRESSÃO SUICIDA

Minha cabeça parece que vai explodir
Como se toda a culpa do mundo caísse sobre mim
Depressão cega os olhos da mente
Meu coração se aperta brutal

Depressão suicida

Quatro paredes me deixam atormentado
Concentram energia negativa
Carregam e descarregam sobre mim
Batalha sem fim

Depressão suicida

O Inferno existe
Estou pagando adiantado
Meus gritos ecoam na minha alama
Marcam de chicote o karma
Fantasmas assombram a minha vida

Depressão suicida




5. VORKUTA

Stalin tinha medo de ser assassinado
Desconfiava do povo, desconfiava dos soldados
“Não acredito em ninguém, nem em mim mesmo
Gratidão é uma doença que afeta os cachorros"

Cinco casas, suite no Kremlin
Carros estrangeiros e 15 milhões de escravos

Sua filha se apaixonou por um judeu
E Stalin o mandou para as minas de carvão
Ninguém estava a salvo

“Pense na pior agonia, multiplique por um milhão
Chegará perto do que eu sofri
Batam e mais uma vez batam”

Vorkuta
Gulag
Vorkuta
Kolima
Vorkuta
Smerch
Vorkuta

Stalin tinha medo de ser assassinado
Desconfiava do povo, desconfiava dos soldados
“Não acredito em ninguém, nem em mim mesmo
Gratidão é uma doença que afecta os cachorros"

Cinco casas, suite no Kremlin
Carros estrangeiros e 15 milhões de escravos

Vorkuta
Gulag
Vorkuta
Kolima
Vorkuta
Smerch
Vorkuta




7. JOSEPH MENGELE

Tal qual um diabo onipotente
Das profundezas da noite surgido
Sou um médico onisciente
Capaz de aumentar os óbitos até o infinito

Auschwitz foi projetado para cem mil
O anjo eliminou quatro vezes mais
Todo dia, vinte mil iam pró forno
Dez quilos de ouro dos dentes dos mortos

Não encontrou resposta nos gêmeos mortos
ZS marcado no peito
Direto para a dissecação
Joseph Mengele

Das câmaras montanhas da cadáveres
Os fortes em cima, os fracos pisoteados
Moribundos devorados pelos ratos
Além do esterco dos mortos

Judeus cremam judeus, solução final
Para os inimigos da raça ariana
Mengele escolhia sem parar de assobiar
Para a esquerda, o gás
Para a direita, experiência, escravidão

Não encontrou resposta nos gêmeos mortos
ZS marcado no peito
Direto para a dissecação
Joseph Mengele

Fugiu e viveu em paz, longe do mundo
Saiu de um inferno para entrar em outro
Simon Wiesenthal não conseguiu capturá-lo
A alma de Mengele ri de satisfação

Foi enterrado na cova 321
O corpo do suposto Wolfang Gerhard
Parece que foi isso, alguns não crêem
De qualquer jeito, ele descansa em paz

Não encontrou resposta nos gêmeos mortos
ZS marcado no peito
Direto para a dissecação
Joseph Mengele




8. GUERRILHA

Rifle responde força com fogo
Você tem um ideal
Meio caminho entre vida e morte, entre herói e assassino
Você precisa lutar

Guerrilha
Por liberdade
Guerrilha
Em busca da verdade

Todos cegos
Só você vê a luz
Ao vencedor resta a história
De que vale a vida de alguns para salvar milhões?
Você luta sozinho, você luta por todos

Guerrilha
Por liberdade
Guerrilha
Em busca da verdade

Rifle responde força com fogo
Você tem um ideal
Meio caminho entre vida e morte, entre herói e assassino
Você precisa lutar

Guerrilha
Por liberdade
Guerrilha
Em busca da verdade




9. INVEJA

Porque o ser humano não consegue se ver livre
Não aprende com os erros do passado
Lições de cobiça e rancor

Só o futuro me pode julgar
O impulso imbecil
Inveja

Se a vida é tão efêmera
Porquê tantos sentimentos fúteis?
No íntimo você não quer errar, mas não consegue domar

Só o futuro me pode julgar
O impulso imbecil
Inveja

Os olhos e a alma cegos
Continuam a se corroer

Inveja (x4)




10. MORTE AOS FALSOS

Morte!
Morte aos falsos!

Sua falsidade
Sua maneira de falar
Ninguém no fim vai querer te escutar
Quantos amigos você tem, pode contar
Porque ninguém vai querer te ajudar

Tomara que quebrem teus ossos
Esmaguem suas pernas
Arrebentem tua cara e te encham de porrada
Quebrem teus dentes e te façam engolir a merda que você é
A merda que você faz
Morte aos falsos

Você é ninguém, você é nada
Pois quer ser um para cada um
A verdade não tardará a vir e o ódio a você será comum

Você pensa que sendo assim vai conseguir tudo o que vê
Seu sofrimento será maior do que o mal que você deseja
Sofra, morre, sua existência é desprezada
Suma, desapareça
Para você não resta mais nada